PIX, o pagamento instantâneo

/ Por marketing

Thumbnail

O novo PIX revoluciona a forma de fazer pagamentos e transferências no país. A modalidade foi lançada pelo Banco Central do Brasil em Novembro de 2020.

Mas, você sabe como funciona? E o que muda para o seu negócio? 

O QUE É O PIX?
O Pix é um sistema de pagamentos instantâneo que permite fazer transferências e pagamentos em até dez segundos. As transações podem acontecer 24 horas por dia e em todos os dias do ano, incluindo os finais de semana e feriados. Assim, seu intuito é proporcionar mais rapidez e praticidade ao usuário.

PIX E TED: DIFERENÇAS
Enquanto uma TED ou um DOC podem levar horas ou dias para acontecer, com o PIX a movimentação financeira é imediata. Em até dez segundos o recebedor terá o dinheiro em sua conta.

A TED ou um DOC requer várias informações no momento da transação - um emissor de cartão (banco), uma adquirente (dona da maquininha), bandeira de cartão e um processador (que conecta todos os intermediários). O PIX tira a necessidade de intermediários para a realização de pagamentos. Da conta de origem o dinheiro vai direto para a conta destino.

COMO FUNCIONA O PIX?
O PIX funciona a partir de chaves. Essas chaves funcionam como senhas e podem ser o número de celular, e-mail, chave aleatória, número do CPF ou CNPJ. O limite de chaves varia conforme o tipo de conta, física ou jurídica.

Na conta jurídica, você pode fazer o registro de até 20 chaves por cadastro. Para pessoas físicas, esse número se reduz para 5 chaves por conta.

Em relação ao CPF e CNPJ, existe ainda outra diferença. Quando um usuário fizer um pagamento ou uma transferência para a sua empresa, na confirmação da transação, o seu CNPJ vai aparecer para o usuário.

Já se a pessoa física receber alguma transferência, o CPF dela não vai aparecer para quem está realizando a transação. Nesse caso, apenas alguns dígitos do CPF vão aparecer apenas para confirmar que é esse o usuário para o qual você deseja fazer a transferência.

O QUE MUDA PARA AS EMPRESAS?
O PIX para empresas possibilita aos empreendedores uma transação tão rápida quanto o pagamento em dinheiro vivo. Vale lembrar que no DOC, o limite de valor para transferir o dinheiro para outra conta é de R$4.999,99. Com o PIX, você não possui restrição de valores para transferência.

É comum que os empreendedores precisem pagar altas taxas nas transações, principalmente se forem realizadas nas máquinas de cartão. Como não existem intermediários nas operações feitas via PIX, a expectativa é que os custos sejam bem reduzidos.

Outra vantagem do novo sistema é a assinatura digital, criptografia e autenticação mútua para oferecer segurança nas transações.

A base de dados será protegida pelo sigilo bancário e pela LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), trazendo mais segurança aos usuários, como risco de cartões clonados ou outras fraudes.

Para as pequenas e médias empresas ou Microempreendedor Individual (MEI), esse novo sistema veio para melhorar o atendimento ao cliente e promover mais agilidade nas vendas. De modo geral, a experiência do cliente vai ser aprimorada, pois permite um modo de pagamento sem burocracia e totalmente digital.

Este novo modelo, além de diminuir o custo social, está diretamente ligado à revolução tecnológica que vivemos, que busca e permite a inovação e o surgimento de novos modelos de negócio.

A B2Brazil também usa a tecnologia para facilitar a conexão entre empresas de todo o mundo, para que o seu negócio atinja solidez a nível doméstico e internacional. Já são mais de 170 mil empresas de diversos setores obtendo novas parcerias e ampliando seus negócios.

Acesse aqui e conheça todos os benefícios de fazer parte da maior plataforma B2B da América Latina!

B2B Academy
B2brazil
Cursos CNI
marketing
marketing

Usuário Marketing

Você também pode gostar