Logística portuária brasileira

/ Por marketing

Thumbnail

A logística portuária é a atividade através da qual se planeja o deslocamento de cargas, planejando de maneira eficiente o transporte, carregamento, descarregamento das embarcações, armazenamento e recebimento das mercadorias de atividades comerciais.

Tem um papel muito importante e complexo, já que envolve órgãos e instituições que regulamentam as atividades, com muitas exigências e burocracia, o que reflete nos prazos e custos das operações.

A estrutura da logística portuária pode ser dividida em três grandes eixos:

  • complexo fixo: se refere à estrutura física da logística portuária, como portos, armazéns, terminais portuários, cais e maquinário envolvido;
  • ​administração: inclui todas as entidades envolvidas no gerenciamento dos portos, como as docas, o GEMPO, o OGMO e o CAP;
  • operação: a parte que se responsabiliza pelo trânsito das mercadorias, promovida por pilotos marítimos, operadores de portos, rebocadores e etc.


DESAFIOS NACIONAIS
Os portos brasileiros enfrentam dois principais entraves que limitam seu potencial: a burocracia e falta de estrutura em transportes.

O país investiu nos últimos 20 anos pouco mais de 2% do PIB em infraestrutura. O transporte terrestre é o principal utilizado para escoar a mercadoria, mas tem pouco de sua malha pavimentada e ainda apresenta problemas. Investir na infraestrutura que conecta os portos a outros meios de transporte (ferroviário, fluvial, rodoviário e etc) faz o custo final da mercadoria ser reduzido.

PERSPECTIVAS FUTURAS
A cabotagem é apontada como uma alternativa, pois ela gasta menos com combustível, é menos poluente, transporta grandes quantidades de produtos e tem menor risco. No entanto, segundo o BNDES, representa menos de 11% da movimentação brasileira.

Alguns portos brasileiros estão sobrecarregados e não possuem terminais suficientes para o tamanho de sua demanda, o que aumenta o tempo para a liberação da mercadoria.

A médio prazo, a alternativa também pode estar na automatização de alguns portos como ocorre nos extensos portos chineses e em portos europeus. Para se ter uma ideia, o Porto de Roterdã, na Holanda, transporta cerca de 300 milhões de toneladas de mercadorias por ano. O Porto de Santos, aqui no Brasil, atingiu um ápice de 30 milhões de toneladas, em 2018. Essa diferença significa que ao aumentar a capacidade de carga, melhores resultados serão sentidos não apenas por uma logística mais fluída, mas também na maior competitividade internacional, pois o país passará a ser visto como uma escolha viável e segura para realizar o trânsito da carga.

SOLUÇÕES
Os investimentos em transportes e a tecnologia são fundamentais para otimizar processos de logística de portos e o fluxo das mercadorias.

O Complexo de Suape, em Pernambuco, por exemplo, pode monitorar o nível da água, os ventos da região e as correntes marítimas, melhorando a segurança para navegação e atracação.

Navios e contêineres se movem de maneiras difíceis de calcular, o que torna o processo de elevação ou carregamento impreciso e difícil de automatizar. É possível seguir com processos semi automatizados, mas é necessário entender a estrutura que ampara o funcionamento de um porto, com muita gente trabalhando.

Outra sugestão é aumentar o tamanho do navio, que barateia o frete. Aqui no Brasil o maior navio tem capacidade para 12 mil contêineres, enquanto Roterdã recebe navios com 23 mil contêineres cada.


A logística de portos traz impactos para a nossa indústria e interfere no fluxo de mercadorias que circulam em nosso país e no comércio internacional.

Logo, é essencial que todos os passos voltados para o Comércio Exterior sejam feitos com qualidade e de maneira simplificada.

Oferecemos soluções de comércio exterior para sua empresa que vão desde a promoção online de seu produto para compradores internacionais, passando pela geração de contatos, negociação, até a parte da burocracia operacional e regularizações.

Acesse nossa plataforma para aumentar os negócios internacionais da sua empresa!

B2B Academy
B2brazil
Cursos CNI
marketing
marketing

Usuário Marketing

Você também pode gostar