O alto potencial do mercado de Açaí

/ Por marketing

Thumbnail

O açaí é um dos alimentos funcionais mais populares da Amazônia e com forte demanda no mundo. Seu alto valor energético e seu poder antioxidante despertam o interesse da indústria nacional e internacional, sendo sua polpa utilizada na produção de diversos alimentos, como sucos, sorvetes, mix de frutas, além do consumo in natura.

Apesar da fama do açaí amazônico, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) o Pará é o maior exportador de açaí do Brasil, em 2018 foram 2,3 mil toneladas exportadas. O fruto do açaizeiro também é encontrado nos estados do Amazonas, Acre, Maranhão, Roraima, Amapá e Rondônia.

Além do consumo da polpa, o açaí em pó e seu extrato são muito utilizados pelas indústrias de alimentos e de cosméticos.


Produção do Açaí

Após a colheita, os frutos destinados à indústria são processados e congelados, passam por uma primeira limpeza aérea para retirar as impurezas, depois ficam mais 15 minutos em água clorada, processo chamado “branqueamento”, que elimina todas as bactérias da casca do açaí, assim permitindo que estejam em perfeitas condições para a despolpa. O último contato manual com o fruto é um enxágue e permanência em água morna para amolecimento da polpa. Em seguida, as fábricas fazem a pasteurização e congelam o produto. Todo esse processo garante a alta qualidade do açaí comercializado.

A produção do açaí é coletada 20% no primeiro semestre e 80% no segundo semestre e sua safra dura 6 meses, o que acaba limitando a venda do mesmo. Segundo especialistas, a solução nesse caso seria a alteração de manejo para plantio com irrigação, isso permitiria o equilíbrio da produção ao longo de todo o ano.


Como o segmento industrial utiliza o açaí

A fruta em pó e o extrato seco de açaí são ingredientes de grande importância no desenvolvimento de diversos produtos.

Na indústria de alimentos, o açaí é um importante e nutritivo ingrediente de sorvetes, iogurtes, geleias, sucos (polpa, em pó e prontos), balas, entre outros. Também vemos o extrato da fruta na composição de suplementos, vitaminas e shakes.

O segmento de cosméticos também utiliza o açaí em larga escala por sua propriedade antioxidante, auxiliando no combate ao envelhecimento e contribuindo na firmeza e hidratação. Seu insumo está presente em hidratantes corporais, shampoos e condicionadores, protetores labiais, sabonetes, esfoliantes, entre outros.

Segundo dados da ABIHPEC, até 2040 as matérias-primas naturais poderão ser vistas em mais de 90% das formulações da indústria cosmética, resultado da mudança de hábitos dos consumidores, que estão mais exigentes e valorizam cada vez mais os produtos sustentáveis e orgânicos.


Principais Importadores

Atualmente o açaí é comercializado em 4 principais formas: polpa, pó, sorvete e in natura.

No Brasil o maior consumo de açaí concentra-se na região Sudeste nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Já no mercado internacional, os maiores índices de exportação são para os Estados Unidos e Japão, juntos importam 90,97% do total do produto exportado (Embrapa, 2019).

Nos Estados Unidos, responsável por quase 40% do consumo total em 2018, os maiores interessados no produto encontram-se no público fitness, através do consumo em shakes energéticos e como suplemento alimentar.

A exportação para a Europa ainda é incipiente, mas empresários veem grande potencial em países como Portugal e Suíça para os próximos anos.


Caminhos para a Exportação

Para alavancar as exportações, especialistas apontam a importância da adoção de práticas de negociação. Trabalhar com produtos derivados do açaí, ao invés de enviar o fruto para países estrangeiros, pode ser uma boa alternativa.

Por se tratar de um produto alimentício, também é muito importante o produtor estar preparado para as barreiras sanitárias e fitossanitárias estabelecidas no Brasil e nos mercados de destino do produto. Certificações de qualidade são essenciais e muito importantes para o fechamento de negócios.

Há outra vantagem na internacionalização do fruto e seus derivados: sua coleta e processamento geram em torno de R$ 40 milhões em lucro líquido e cerca de 25 mil empregos, segundo pesquisa do SEBRAE, para as comunidades produtoras em relação à produção e venda do que é extraído.  

O crescimento do açaí no mercado internacional é de grande ajuda no desenvolvimento econômico e ambiental para a região Norte, que tem grande potencial para aumentar ainda mais sua produção de maneira sustentável.

Se interessou pelo assunto? Tem interesse em expandir seus horizontes através da exportação do Açaí? Nós da B2Brazil estamos prontos para te ajudar!

Clique aqui e entre em contato conosco.

marketing
marketing

Usuário Marketing

Você também pode gostar