Como formar seu Preço de Exportação

/ Por marketing

Thumbnail

Calcular o preço da mercadoria que será vendida no exterior vai além da simples conversão de moeda. Saber determinar o preço de exportação é um aspecto essencial para o progresso no mercado exportador.

Você já sabe definir o valor dos seus produtos para o mercado doméstico, levando em conta os custos de produção, comercialização, tributos internos etc. Quando pensamos sobre o mercado internacional, o preço de exportação deve incluir novos pontos e excluir outros que não recairão nas vendas externas.

O cálculo e definição merecem atenção especial, já que alterá-lo por um descuido e um curto espaço de tempo, pode trazer grandes perdas com perda na margem de lucro, diminuição do potencial de competitividade, além do risco de não aceitação do produto no mercado internacional e até o prejuízo.

Existem algumas maneiras para se obter o Preço de Exportação:

  • Valor presumido - A fixação do preço é baseada na ideia que se tem de que alguns produtos são mais caros por terem um apelo exótico, exclusivo, diferente dos demais do mercado.

  • Seguir o líder - É um método menos arriscados e bastante utilizado por exportadores iniciantes, que conhecem pouco o mercado-alvo. Definem o preço baseado no líder do segmento.


Para formar o preço de exportação você pode adotar o seguinte método:

  • eliminar os itens que se encontram agregados ao preço de mercado interno e que não ocorrerão na exportação do produto
  • adicionar ao resultado anterior os elementos que irão compor o preço de venda para o exterior


Saber calcular o preço de exportação é muito importante para a competitividade da empresa no mercado global. Deve-se estar atento aos benefícios fiscais como a não incidência de alguns impostos (COFINS, PIS, ICMS, IPI), assim como com os gastos com operações aduaneiras e elementos como embalagem, publicidade e taxa de câmbio, que definem a margem de lucro tanto no mercado interno quanto no mercado externo.

Converter o preço do mercado interno para dólar não é uma boa alternativa justamente por essa questão: alguns valores saem dos custos, mas novos entram.

Além dos impostos e gastos com as operações, os INCOTERMs (termos internacionais de comércio) definem os deveres do vendedor e do comprador sobre contratações relacionadas ao frete e ao seguro, itens bastante relevantes na formação do preço de exportação. O tipo de transporte também influenciará na formação do preço, dependendo se será marítimo, aéreo ou terrestre.

Antes de negociar com um potencial cliente é preciso avaliar previamente a operação completa da logística de entrega da mercadoria, além das condições de venda, definindo uma estratégia para avaliação e análise dos mercados alvo, estudos de inteligência comercial, identificar potenciais clientes, definir estratégia de marketing.

O preço final de venda do seu produto no mercado internacional pode variar considerando o investimento em promoção comercial no país escolhido, o envio da mercadoria pelo volume total da exportação, contratos de longo prazo, modalidades de venda, vendas exclusivas e parcerias com distribuição.

Dica extra:
Utilizar a taxa de câmbio da cotação diária para converter o preço do produto pode ser um erro grave, tendo em vista as constantes oscilações cambiais, portanto vale a pena fixar uma margem para variação cambial.

O Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços oferece um Simulador de Preço de Exportação que ajuda a calcular o preço final da mercadoria. Para acessar, clique aqui.

Vender seus produtos para fora do país consiste em uma série de mudanças e adaptações para que a operação valha a pena. Saber precificar é um dos pontos fundamentais para seu sucesso.


Para promover seu produtos no mercado internacional, cadastre-se gratuitamente na B2Brazil, o maior portal para negócios B2B da América Latina

marketing
marketing

Usuário Marketing

Você também pode gostar